domingo, 9 de março de 2014

Substância Me(n)ta(l)física

Então, ele
Foi-se e martelou
O prego
Onde, enfim,
De tanto voar,
Nalgum metafísico 
Muro azul,
Penduraria
Suas asas
Para, no voo
Mais justo,
Com suas mãos
Me buscar...


Um comentário:

Kaka Stelê disse...

Oi João :) tão perfeita são as asas da imaginação e da escrita!!!

Um Belo domingo pra ti
Grande Abraço
Estrela,Flores...Melancia